Pesquisas domiciliares e estudos de demanda são essenciais para a tomada de decisões do governo. Muitas das decisões de planejamento de mobilidade são subsidiadas por estudos longos de alto custo, que funcionam principalmente com fluxos de viagens padrão, com base no tempo médio de pico para os dias úteis. E essa é uma boa metodologia quando se trata de soluções estáticas para problemas dinâmicos e complexos.

Mas o que os planejadores urbanos dizem sobre as demandas eventuais? É possível oferecer às pessoas uma oferta adicional de transporte coletivo com alta demanda pontual? Os aplicativos de automóveis compartilhados são eficientes e democráticos o suficiente para resolver essa questão? Provavelmente não.

A micromobilidade mudou a maneira como as pessoas se deslocam pelas cidades onde estão incluídas, humanizando a mobilidade e reduzindo a poluição do ar. Na primeira pesquisa com usuários realizada pela Grow, nota-se que 65% dos usuários de patinete na cidade de São Paulo, Brasil, têm carros próprios e, aproximadamente 40% das viagens de patinete substituíram viagens de automóvel. Em um estudo recente, a cidade de Santa Mônica, EUA, analisou as características dos usuários de patinetes e as viagens de diferentes operadoras. Os resultados confirmam que a micromobilidade tem grande potencial para reduzir a dependência de automóveis e pode ser uma boa opção para viagens urbanas, acessíveis em vários níveis socioeconômicos.

Como uma função adicional, a micromobilidade também pode ser útil em muitos casos de alta demanda. Jogos de futebol, shows, eventos públicos, greves, etc., podem sobrecarregar os sistemas de transporte público e o trânsito, e nessas situações os sistemas de micromobilidade podem ajudar. Os estudos de caso abaixo indicam as variações no uso das patinetes da Grow nos dias de grandes eventos em dez cidades da América Latina.


PATINETES ELÉTRICAS COMO ALTERNATIVA NAS CIDADES QUE AMAMOS

Para entender os impactos dos eventos, foi decidido o uso de viagens no período de seis meses, entre junho e novembro de 2019, em dez cidades onde a Grow opera. Nas imagens abaixo, é possível observar a média de viagens por dia da semana - uma porcentagem relacionada à média geral - em todas as cidades consideradas. As barras representam a porcentagem de eventos relacionados à mesma média geral.


BRASÍLIA

A Grow opera em Brasília desde janeiro de 2019 com bicicletas e patinetes elétricas. Foram vários os eventos que a empresa apoiou, ajudando no deslocamento até o destino desejado, como a Meia Maratona no dia 10 de novembro - a terceira etapa da série Run Cities -, e a Corrida Corpus Christi no dia 20 de junho.

O evento reportado acima - Meia Maratona - obteve um aumento de 627% nas viagens de micromobilidade da cidade, um pico de viagens considerável, reforçando a ideia de que a micromobilidade é uma solução. O mesmo ocorreu com o outro evento, representando um aumento de 207%.

BELO HORIZONTE

No dia 15 de agosto, a cidade de Belo Horizonte foi sede de diversos eventos devido a um feriado religioso local - Nossa Senhora da Boa Viagem. Conforme o gráfico abaixo, é possível notar que houve um aumento de 235% no número de viagens quando comparado com a média de viagens por dia.

RIO DE JANEIRO

A Grow Mobility deu início às operações em dezembro de 2018 na cidade do Rio de Janeiro, e suas viagens diárias tiveram picos importantes durante o período estudado. Isso aconteceu aos sábados, principalmente no dia 2 de novembro, data de um feriado nacional quando ocorreu o evento Auê Convida Silva, onde as corridas aumentaram em 200% em comparação com a média da cidade. Na segunda data, 16 de novembro, próximo ao feriado do dia 15 (Proclamação da República), ocorreu um show do Erasmo Carlos e Fresno na praia e na área central, atingindo um aumento de 171% das viagens.

SÃO PAULO

Esta foi a primeira cidade a começar a operar patinetes e bicicletas, com início em agosto de 2018. No segundo semestre de 2019, os eventos que registramos com maior número de corridas foi o Unique Music Festival - entre os dias 24 e 26 de outubro -, Balaclava (13 de outubro) e, o show Sandy & Junior (12 e 13 de outubro). Tais eventos, entre outros também, aumentaram em 227% o número de viagens em 24 de outubro e em 240% no final de semana do dia 12 de outubro, quando comparada com a média diária de viagens.

CURITIBA

A cidade possui os dois modos de transporte - bicicletas e patinetes - desde janeiro de 2019. Nossa operação teve picos de viagens importantes em 28 de outubro devido a um show de rock - Bad Religion e The Offspring - com um aumento de 150% em comparação com as viagens médias. Durante um jogo de futebol no dia 3 de novembro, o número aumentou em 276% de viagens em relação a média geral.



BOGOTÁ

Durante o primeiro ano de operação da Grow em Bogotá ocorreram na cidade eleições locais no dia 27 de outubro e uma greve universitária no dia 31 do mesmo mês. Durante o dia das eleições, as viagens aumentaram em 136% com base na média diária. Já no dia da greve esse aumento foi de 161%. Tais eventos mostram que quando os cidadãos sabem que mobilidade pode ser afetada, eles decidem usar a micromobilidade como uma alternativa viável.


BUENOS AIRES

Os eventos que causaram picos na capital argentina foram: uma eleição e uma feira sustentável. O Biofar nas pistas de corrida de Palermo, no dia 29 de setembro, teve um impacto em nossas viagens, aumentando-as em 208% em comparação com as viagens médias. No segundo evento, no dia das eleições presidenciais de 8 de novembro de 2019, alcançamos 161% da média.


LIMA

Nos oito meses em que a Grow esteve presente na capital do Peru, o evento que teve um dos maiores impactos em nossas viagens médias foi o final da Copa Libertadores. Um dia antes da final do torneio, nossas viagens aumentaram em 178% na área turística da cidade, onde a maioria dos participantes deste evento estava hospedada. Tal evento indica que as patinetes elétricas não são apenas uma opção para os cidadãos das cidades em que operamos, mas também para os turistas que as visitam.

MEDELLÍN

Nesta cidade, o dia das eleições e uma greve universitária mostraram que as patinetes são uma opção de mobilidade quando a cidade se torna um lugar de difícil locomoção por veículos motorizados. No dia 27 de outubro, a Grow teve um aumento de 206% em comparação com a média de viagens. Por outro lado, durante a greve das universidades - Universidade Pedagógica Nacional, Universidade Distrital e Universidade Nacional - no dia 31 de outubro, apenas alguns dias após eleições, as viagens foram 198% maiores do que a média geral de viagens. Durante essa greve, a mobilidade dentro da cidade foi desafiada como consequência das ruas bloqueadas.


CIDADE DO MÉXICO

Em uma das primeiras cidades de início de operação de patinetes, eventos como um desfile de comemoração histórica nacional e o protesto de motoristas de táxi mostraram que a possibilidade de enfrentar complicações de mobilidade faz com que as pessoas encontrem uma maneira diferente e mais fácil de chegar ao seu destino. No dia 07 de outubro, as principais avenidas da cidade foram bloqueadas pela greve, o que fez com que nossas viagens de patinetes aumentassem em 114% em comparação à média das viagens da cidade. Para o desfile de aniversário da revolução, no dia 20 de novembro, as viagens de patinete aumentaram para 219%.

O QUE ISSO DIZ SOBRE A MICROMOBILIDADE?

Os exemplos citados anteriormente ressaltam que, quando as soluções de mobilidade tradicionais não são capazes de garantir as viagens urbanas ou, seu uso implica um aumento considerável no tempo de viagem, a micromobilidade, especificamente as patinetes elétricas e as bicicletas compartilhadas, se tornou uma alternativa real de mobilidade. Durante esses eventos, o comportamento das pessoas mudou para o uso de outros tipos de veículos que lhes permitiram otimizar o ir e vir.

O tipo de evento que aumenta a demanda por soluções de mobilidade tradicionais altera de país para país, mas percebemos que fora do Brasil esses eventos tenderam - no segundo semestre de 2019 - a ser mobilizações sociais ou eventos governamentais, além de algumas feiras esportivas e econômicas. No Brasil, a maioria desses eventos que evidenciou um aumento no número de viagens neste último semestre de 2019 foram eventos relacionados a esporte - jogos de futebol especificamente -, religiosos ou culturais, como shows e até tradições locais. A questão relevante aqui é o impacto desses eventos na mobilidade das cidades e como os cidadãos estão cientes dessas novas alternativas de mobilidade urbana que as levam de maneira eficiente ao destino desejado.

O aumento de viagens durante esses eventos em média geral é de 195%, o que pode ser traduzido em uma alta demanda temporária que conseguimos satisfazer. Por outro lado, os dias em que os picos dessas viagens ocorrem com mais frequência são as quintas e domingos, sendo o primeiro com uma tendência de não ter picos tão expressivos quanto os domingos, que são acrescidos com as viagens de lazer. Na Grow, acreditamos que esse uso temporário de veículos alternativos compartilhados, juntamente com o desejo de deixar o automóvel em casa e usar outra alternativa para se deslocar pela cidade, ajuda a mobilidade e o meio ambiente.

As recentes manifestações nos transportes em Paris (França), mostraram que quando a mobilidade urbana apresenta problemas nos modos mais tradicionais, os serviços de compartilhamento de bicicletas e patinetes elétricas são uma opção real para os viajantes urbanos. Essa análise foi feita por Augustin Friedel com dados da Flucton.com e está disponível neste link. O aumento da tendência entre cidades do mundo inteiro mostra nossa capacidade de ser uma alternativa.

A micromobilidade através da chegada do serviço de bicicletas e patinetes elétricas compartilhadas há apenas alguns anos, juntamente com sua rápida aceitação pelos cidadãos, ajudou as cidades que amamos a se locomover na velocidade das pessoas e não na velocidade que as máquinas usam para se deslocar. Uma prova disso é que, quando os cidadãos precisam melhorar a maneira como transitam, em um determinado dia em que a mobilidade está deficitária, eles utilizam como uma opção adequada para suas necessidades de mobilidade.

Sempre que eventos como os mencionados anteriormente estão presentes em nossas cidades, é necessária uma eficiência na mobilidade. Esta pode ser alcançada pela multimodalidade e a micromobilidade, incluindo as patinetes elétricas, que ajudam a alcançar esse objetivo, conectando os cidadãos às diferentes opções de mobilidade ou apenas sendo a única opção para o deslocamento urbano.

Os picos de nossas viagens causados por determinados eventos mostram que a oferta compartilhada de patinetes elétricas é capaz de atender à demanda de mobilidade urbana sempre que essa mobilidade é desafiada. Não obstante, a capacidade real desse tipo de serviço de mobilidade para atender a uma alta demanda pode estar oculta por trás dos limites de oferta estabelecidas por algumas autoridades locais, e isso pode ser observado na faixa de aumento desses picos. Mas essa discussão pode continuar em outro artigo.